Resumo de livro: 100 maneiras de motivar a si mesmo

Se você está tentando mudar seu mindset e avançar com mais clareza, felicidade e domínio sobre seus pensamentos e ações, recomendo fortemente a leitura do livro 100 Maneiras de Motivas a Si Mesmo. Se você sente que está “vivendo no automático”, recomendo mais ainda. Este livro de Steve Chandler foi publicado no Brasil pela editora Sextante em 2014. É um livro pequeno, mas com reflexões interessantes a cada página, como esta abaixo:

100_maneiras_motivar_si_mesmo-01

Motivação é a chave para você se manter firme na estrada do autoconhecimento e do avanço pessoal (inclua: profissional, espiritual, financeiro…). Isso, claro, se você desejar realizar as mudanças necessárias sem esperar pela dor de não mudar. Transformar voluntariamente para uma versão melhor de si mesmo é se antecipar à dor, gerando um ritmo de crescimento que constrói sobre si mesmo. É um caminho de felicidade.

Abaixo estão algumas passagens que destaquei na leitura do livro. Sugiro que você leia o livro completo mas, mas você pode ler as frases abaixo para ter uma noção do conteúdo do livro. Muitas partes me chamaram a atenção e vou destacar as cinco mais interessantes abaixo (as reflexões ficam a seu cargo):

A pressa é inimiga da conclusão

 

Passe vergonha. Arrisque-se. Quebre a cara. Seja você mesmo. Doe-se. Abra-se com alguém. Seja vulnerável. Seja humano. Não se acomode. Seja honesto. Experimente o medo. Faça o que você quer.

 

A diversão não está em algum lugar por aí, mas dentro de você.

 

É impossível se relacionar bem com os outros quando a relação que se tem consigo mesmo é ruim.

 

Problemas não são maldições.

E uma que merece destaque, pois me botou a pensar muito:

Uma vida planejada por um adolescente – é isso que você quer?

Abandone essa maneira de pensar.

E, agora, estão abaixo todas as partes que destaquei, para referência futura. As frases nem sempre fazem sentido pois são marcações que fiz no livro, mas a maioria está boa de entender. Aproveite!

  • “Se o pensamento está preso em cavernas, as raízes do amor só aparecerão nas profundezas do inferno.”
  • “As pessoas que vivem profundamente não têm medo de morrer.”
  • Ao longo dos anos, tenho usado sua ideia de criar uma visão como uma ferramenta motivacional. Peço às pessoas que atentem para o fato de que ele não disse que você deve esperar até receber uma visão, mas que deve criá-la. Ou seja, inventá-la.
  • Invente histórias sobre quem você gostaria de ser.
  • Quando você se concentrar nas coisas que quer de verdade, elas irão acontecer em sua vida.
  • Sempre que sinto medo, encontro um jeito de fazer algo que seria ainda mais difícil e assustador.
  • A maioria das pessoas reluta em se considerar criativa porque associa criatividade a complexidade.
  • É difícil se manter motivado quando se está confuso.
  • “Quando abro os olhos todas as manhãs, não estou encarando o mundo, mas um milhão de mundos possíveis”, disse o escritor inglês Colin Wilson.
  • caderninho especial que pode chamar de Os Botões Certos.
  • Conheça melhor seu painel de controle e aprenda a ativar os botões certos. Quanto mais souber como você funciona, mais fácil será motivar a si mesmo.
  • A melhor forma de mudar o que acredita sobre si mesmo é mudar a verdade sobre você
  • Pare de se preocupar com o que pensa sobre si mesmo e comece a criar um histórico de realizações capaz de provar que você pode se motivar a fazer o que quiser.
  • se estiver disposto a enxergar a si mesmo como uma pessoa criativa, comece agora a cultivar a criatividade em tudo que faz. Dedique-se a inventar soluções inesperadas para os desafios que a vida lhe apresenta.
  • A chave mestra das riquezas, de Napoleon Hill.
  • A cada pensamento, eu substituía minha velha filosofia de vida cínica e passiva por um ponto de vista novo, otimista e cheio de energia.
  • Um audiolivro em especial me marcou profundamente. Ele faz parte da série clássica de Wayne Dyer, Choosing Your Own Greatness (Escolhendo sua própria grandeza).
  • Dyer diz: “Não há um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.”
  • Wayne Dyer, Marianne Williamson, Caroline Myss, Barbara Sher, Tom Peters, Nathaniel Branden, Earl Nightingale, Alan Watts e Anthony Robbins são apenas alguns dos motivadores cujos audiolivros mudaram minha vida.
  • Napoleon Hill insistiu que essa é a hora perfeita para aprender uma das regras mais singulares da vida: “Existe uma fórmula imbatível para superarmos as tristezas e desilusões: transformar essas frustrações emocionais por meio de um trabalho planejado.”
  • uma hora de planejamento economiza três horas de execução.
  • A pressa é inimiga da conclusão
  • o paradoxo é que, quanto mais devagar você começa alguma coisa, mais rápido vai terminá-la. Quando você pensa em fazer algo difícil ou que levará tempo demais, a primeira coisa que sente é que não quer encarar a tarefa de jeito nenhum. Ou seja, a imagem mental que tem dessa atividade, de executá-la de forma rápida e intensa, não é uma visão feliz. Então você começa a pensar em como evitar esse trabalho. O pensamento de começar devagarzinho é bem mais agradável. Ele lhe permite iniciar de fato a tarefa e, em seguida, finalizá-la.
  • Verão sua motivação como uma condenação a eles próprios, que ainda não chegaram a esse nível.
  • Em seu livro inspirador Cura espontânea, Andrew Weil recomenda: “Faça uma lista de amigos e conhecidos em cuja companhia você se sente mais vivo, feliz e otimista. Escolha um deles e tente encontrá-lo essa semana.”
  • Não há um código genético que determina quem você será. É a forma como age que molda a pessoa que você se torna.
  • minhas emoções eram instrumentos para serem usados, não forças demoníacas.
  • “Pensar é o diálogo da alma consigo mesma”, disse Platão.
  • O filósofo francês Blaise Pascal disse: “Todos os problemas do homem vêm de uma coisa só: ele não consegue passar um bom tempo sozinho, em silêncio, repousando dentro de um quarto.”
  • Estar sozinho consigo mesmo sempre dá vazão a ideias motivadoras, basta dar tempo suficiente para isso.
  • “Você não precisa sair do seu quarto”, disse Franz Kafka. “Fique quieto, parado e só. O mundo vai se oferecer a você para ser descoberto.”
  • Existem elementos químicos energizantes no seu organismo que são ativados quando você abraça alguém, ri, canta, dança ou corre.
  • A diversão não está em algum lugar por aí, mas dentro de você.
  • William Burroughs, autor de Almoço nu, descobriu algo curioso depois de finalmente se recuperar da dependência química: “Não existe nenhum sentimento que você possa obter com as drogas que também não possa obter sem elas.”
  • Já é hora de ter consciência disso e, mais uma vez, deixar a escola para trás.
  • Uma vida planejada por um adolescente – é isso que você quer? Abandone essa maneira de pensar.
  • Ralph Waldo Emerson: “Por que a forma como eu me sinto deveria depender dos pensamentos na cabeça de outra pessoa?
  • Passe vergonha. Arrisque-se. Quebre a cara. Seja você mesmo. Doe-se. Abra-se com alguém. Seja vulnerável. Seja humano. Não se acomode. Seja honesto. Experimente o medo. Faça o que você quer.
  • Quando nos arriscamos a passar vergonha, nos conectamos com o lado realmente emocionante da vida.
  • Groucho Marx disse uma vez que achava a televisão muito educativa: “Toda vez que alguém a liga, eu vou para outro cômodo, ler um livro.”
  • somente o desafio leva ao crescimento.
  • Para experimentar um nível criativo de pensamento, tudo o que precisa é usar mais a imaginação.
  • Einstein dizia: “A imaginação é mais importante que o conhecimento.”
  • George Patton, que lutou na Segunda Guerra, disse certa vez: “O medo mata mais gente que a morte.”
  • Se um dia você se encontrar extremamente desmotivado, pense em algo que teme e faça aquilo – e observe o que vai acontecer.
  • “Existir é se relacionar”, disse o líder espiritual indiano Krishnamurti.
  • É impossível se relacionar bem com os outros quando a relação que se tem consigo mesmo é ruim.
  • Perceba seus sentimentos, mas não pense com eles.
  • Em vez de escutar o outro de forma sonolenta, pontuando a fala dele com palavras e frases vazias como “certo” ou “é isso aí”, ouça de verdade e participe. A passividade prejudica tanto a nós mesmos quanto às pessoas que falam conosco.
  • O primeiro passo para desenvolvê-la, portanto, é aceitar a existência dela.
  • Prometa a si mesmo ser claro e verdadeiro quanto à sua força de vontade. Ela está sempre dentro de você.
  • Iniciar um ritual é agir na direção de encontrar uma solução. O curandeiro que dança já está fazendo alguma coisa.
  • Martin Luther King Jr.: “Seja um artista no que quer que você faça. Se é um varredor de ruas, seja o Michelangelo dos varredores!”
  • Barry Kaufman ressalta de forma eloquente em To Love Is to Be Happy with (Amar é ser feliz com alguém), ser infeliz é desnecessário.
  • Werner Erhard ensinava em seus seminários, a felicidade deve ser um ponto de partida, não de chegada.
  • Sua felicidade é um direito nato. Não deve depender de você atingir alguma meta. Comece agora a tomar posse da felicidade e usá-la para tornar sua automotivação mais divertida o tempo inteiro e não só no final.
  • Quando resistimos a uma pequena tentação, ganhamos um pouco mais de poder.
  • Quando resistimos a uma pequena tentação, ganhamos um pouco mais de poder. Quando resistimos a uma grande tentação, ganhamos um enorme poder.
  • A linguagem leva ao poder, portanto conscientize-se do potencial criativo da linguagem que você usa,
  • Gandhi: “Seja a mudança que deseja ver no mundo.”
  • “Somente se você conseguir direcionar conscientemente sua atenção, é que se tornará mestre de si mesmo”, disse o líder espiritual Emmet Fox.
  • É impressionante o que pode ser feito pelas pessoas que aprendem a relaxar, prestar atenção e ter foco, apreciando o momento presente e todas as oportunidades que ele contém.
  • Se o senhor tivesse mais 24 horas para viver, como as viveria? Voltaire respondeu: – Uma de cada vez.
  • Cultive sua curiosidade. Nunca fique sem saber o que perguntar.
  • Robert Louis Stevenson: “Todo mundo vive de vender alguma coisa.”
  • “Você fez alguma pergunta boa hoje,
  • Ao nos esquecermos de nós mesmos, passamos a crescer.
  • Ninguém se importa com a sua idade, só você.
  • O livro do Dr. Branden, Como aumentar sua autoestima,
  • 1) “Você não pode sair de um lugar onde nunca esteve”; e 2) “Ninguém está vindo em seu socorro”.
  • ninguém virá salvá-lo é muito poderoso, porque significa que você se basta.
  • “As pessoas que vivem intensamente não têm medo da morte”, disse a escritora Anaïs Nin.
  • descubra o que o faz feliz e comece a pôr isso em prática.
  • A felicidade é a coisa mais poderosa do mundo.
  • Frankenstein’s Castle (Castelo de Frankenstein), escrito pelo filósofo britânico Colin Wilson.
  • O mau uso passivo do cérebro leva a uma vida de reação em vez de criação.
  • As três melhores maneiras de ativar o pensamento com o cérebro inteiro são por meio de visualização do objetivo, trabalho prazeroso e diversão revitalizante.
  • Ao almejar as estrelas, é preciso correr riscos.
  • Uma das formas de começar a criar metas e planos de ação é simplesmente inventá-los, como você fazia quando era criança.
  • Émile Coué: “Sempre considere fácil o que você precisa fazer, e assim será.”
  • Não importa qual for a atividade – seja um grande projeto no trabalho, seja uma faxina pesada na sua casa –, transformar isso num jogo sempre vai lhe proporcionar níveis mais altos de energia e motivação.
  • A maioria das pessoas tenta anestesiar a mente a fim de relaxar.
  • Henry Ford, “Pensar é o trabalho mais difícil que fazemos, e é por isso que tão poucas pessoas o fazem”.
  • “Hoje eu dei o melhor de mim.”
  • A transformação não é um jogo na base do tudo ou nada, mas um trabalho em andamento.
  • Problemas não são maldições.
  • “os problemas trazem à tona nossa sabedoria e nossa coragem”.
  • você tem muito mais controle sobre as atividades do seu dia do que imagina.
  • A psicologia da felicidade, Mihaly Csikszentmihalyi se refere a grandes metas como objetivos de “resultado” e a pequenas metas como objetivos de “processo”.
  • Robert Gilbert, segundo o qual “perdedores visualizam as penalidades do fracasso, enquanto vencedores visualizam as recompensas do sucesso”.
  • Precisamos anunciar nossos objetivos para nós mesmos. Quando não fazemos isso, nossa energia psíquica se dispersa por todo o espectro de banalidades que não nos acrescentam nada.
  • as possibilidades de ideias criativas são infinitas.
  • Todas as nossas ações são precedidas por uma ideia que as inspira.
  • Pessimistas são pensadores do tipo “tudo ou nada”.
  • Alan Loy McGinnis em seu livro inspirador O poder do otimismo se refere aos otimistas como donos de “mentes persistentes”.
  • Sempre que você se sentir pessimista ou sobrecarregado, lembre-se de continuar pensando.
  • O otimismo é expansivo por natureza –
  • todo problema traz em si um presente.
  • “Nós não cantamos porque estamos felizes; nós ficamos felizes porque cantamos.”
  • John Wooden recomendou viver sob o seguinte lema: “Aprenda como se fosse viver para sempre. Viva como se fosse morrer amanhã.”
  • Essa é a nova fronteira. E, se no passado as pessoas tinham medo de chegar à idade de se aposentar e serem descartadas pela sociedade, hoje, se nos comprometermos a continuar aprendendo a vida toda, podemos ser tão úteis para a comunidade quanto nossa motivação permitir.
  • Pense no seu dia como a tela em branco de um pintor.
  • Pensar no seu dia como a tela de um artista vai torná-lo mais consciente do que acontece com você quando sua mente é inundada com piadas da internet, fofocas, notícias sensacionalistas e outras coisas que nada acrescentam.
  • não podemos administrar o tempo – podemos apenas administrar a nós mesmos.
  • Encontre um bom mentor
  • Quando aprender a debater com suas próprias dúvidas, você começará a retomar o controle sobre sua vida.”
  • romance brilhante Necessary doubt (Dúvida necessária), Colin Wilson
  • Identifique os hábitos que o mantêm preso.
  • Faça sua alma falar
  • Aprenda a ser otimista, de Martin Seligman, e Autoestima e os seus seis pilares, de Nathaniel Branden.
  • A maioria das pessoas não fala consigo mesma. Passa o dia escutando rádio, vendo TV, perdendo tempo com papo furado e se enchendo com as palavras e os pensamentos de outras pessoas.
  • No livro Paixão, lucro e poder, Marshall Sylver conta que, certa vez, viu um outdoor em Las Vegas pago por um dono de cassino que queria parar de fumar. O texto dizia: “Se você me flagrar fumando nos próximos 90 dias, eu lhe darei 100 mil dólares!” Pode imaginar o poder dessa promessa?
  • Melhor ainda se você fizer o bem a uma pessoa que nem vai saber quem fez aquilo por ela.
  • Ao tornar alguém sortudo, alguma coisa vai acontecer na sua vida que também parecerá fruto da mais pura sorte.
  • Veja o que lhe acontece quando você torna outras pessoas sortudas.
  • Percebemos que todos os quatro círculos são totalmente dependentes do sucesso de um círculo apenas: “Meu Dia”.
  • Não há outro futuro senão aquele que você está criando hoje.
  • Henry Ford, que disse uma vez: “Se você não pensar no futuro, não terá um.”
  • Todos já vivemos momentos assim, em que alguém nos diz que não somos bons o suficiente, que não acredita em nós. A reação mais comum é raiva e ressentimento. Mas há uma forma melhor de lidar com essa situação, que é criativa em vez de reativa. Pergunte a si mesmo “Como posso usar isso?” e transforme a raiva em energia otimista.
  • Competir ensina que, ao tentar vencer alguém, você busca alcançar algo mais dentro de si mesmo.
  • Um bom concorrente vai ajudá-lo a crescer.
  • superar alguém é menos importante que superar a si mesmo.
  • “Quando você está de frente para o sol, as sombras sempre caem atrás de você”, escreveu Helen Keller.
  • O autor inglês G. K. Chesterton dizia que os pessimistas não reclamam tanto da vida quando você coloca um revólver na cabeça deles. De repente, conseguem pensar em um milhão de razões para viver.
  • Nosso pessimismo é geralmente uma fachada falsa erguida para obter a compaixão dos outros.
  • Todos precisamos disso para viver e nos sentir bem. Mas quando esse é o único parâmetro que temos, corremos o risco de ser bem menos do que poderíamos, porque nossa autoimagem depende do julgamento dos outros. E eles só podem ver aquilo que estamos fazendo no momento, não o que está dentro de nós, esperando para emergir. Como não podem enxergar além da superfície, sempre vão nos subestimar.
  • Sua jornada deve ser interna.
  • Não olhe para fora de si a fim de descobrir quem é – olhe para dentro a fim de criar quem você é.
  • vida não é descoberta, mas criação
  • Não olhe para fora de si a fim de descobrir quem é – olhe para dentro a fim de criar quem você é.
  • escondemos a grandeza dentro de nós, esperando que alguma emergência externa a puxe para fora. Acredito que seja por isso que meu pai e muitas pessoas de sua geração falavam com tanta nostalgia dos tempos da Segunda Guerra Mundial. Naquela época, eles viviam num estado de emergência que exigia que as pessoas dessem o melhor de si mesmas.
  • Se não há uma crise para inspirar nossos melhores esforços, temos a tendência de criar uma vida baseada no conforto.
  • Grandes mudanças são feitas aos poucos
  • Grandes realizações podem ser conquistadas quando nos concentramos em apenas uma pequena ação de cada vez.
  • Se você vê a si mesmo como uma obra de arte em andamento, aceite que algo dessa magnitude leva muito tempo para ficar pronto e valorize as pequenas mudanças. Empolgue-se com cada ação mínima que fez hoje e que o aproximou de seu objetivo. Se quer um corpo mais em forma e subiu de escada em vez de usar o elevador, comemore. Você está no caminho certo para a transformação pessoal.
  • A cura para o bloqueio criativo – e também o caminho para a automotivação – é simples: ir adiante e escrever mal.
  • Anne Lamott tem um capítulo em seu maravilhoso livro Palavra por palavra chamado “Primeiros esboços ruins”.
  • De muitas maneiras, somos todos escritores. Nossos livros são as nossas vidas.
  • temos tanto medo de escrever mal que acabamos não preenchendo sequer uma linha.
  • Se não está motivado para fazer algo que sabe que precisa fazer, resolva fazer mal e porcamente. Permita-se rir de si mesmo.
  • você não fará nada que não conseguir se imaginar fazendo.
  • Torne as coisas mais leves
  • O riso destruirá tudo que estiver limitando seu pensamento. Quando você ri, está se abrindo para as melhores coisas da vida.
  • Aumentar a própria riqueza é uma boa forma de motivação.
  • Mas sabe quem é realmente obcecado por dinheiro? As pessoas que não têm nenhum. Elas pensam nesse assunto o dia inteiro. Está nas conversas da família, na mente delas na hora de dormir e se torna uma parte destrutiva dos relacionamentos. A melhor forma de não ser obcecado por dinheiro é ter um bom plano para chegar à independência financeira.
  • o hábito de ir além do que lhe exigem atrai grande riqueza.
  • Permita-se associar o próprio bem-estar financeiro com uma capacidade maior de ajudar os outros.
  • Comece listando todas as coisas que gostaria de fazer antes de morrer. Mantenha a lista em um lugar acessível, onde você poderá vê-la e adicionar novos itens sempre que quiser. Depois faça uma relação das pessoas com quem pretende se manter próximo.
  • Quer saber se você tem um objetivo poderoso o bastante? Basta observar o efeito que ele tem sobre você.
  • Mude primeiro a si mesmo
  • Todos preferimos ser guiados por meio de exemplos que nos inspirem.
  • Nathaniel Branden, “Ter um objetivo sem um plano de ação é apenas sonhar acordado”.
  • Não aceite um não como resposta. Aceite-o como uma pergunta. Faça a palavra não significar esta indagação: “Será que você não pode ser mais criativo do que isso?”
  • Dê sentido à sua vida
  • Muita gente diz não saber qual é o sentido da própria vida, e pode acabar esperando para sempre que alguém lhes diga como e para o que viver.
  • Somos totalmente responsáveis por dar sentido às nossas vidas.
  • Comece a experimentar um jejum de notícias hoje mesmo.
  • Passei grande parte da minha vida fazendo a pergunta errada quando me preocupava: “Como devo me sentir sobre isso?”
  • Se alguma coisa o preocupa, faça algo a respeito.
  • Mihaly Csikszentmihalyi a descreve muito bem em seus vários livros sobre o “fluxo”
  • atividade que envolva ao mesmo tempo o uso de uma habilidade e a superação de um desafio constituem ações de que nós desfrutamos.
  • A pessoa com o QI mais alto já mensurado – Marilyn Vos Savant – recomenda livros de mistério como exercício para o cérebro.
  • “Se você tenta se antecipar ao detetive num livro de Agatha Christie, Josephine Tey ou P. D. James, isso vai aguçar a sua intuição”,
  • Emmet Fox, autor de livros inspiradores, “O amor é sempre criativo e o medo é sempre destrutivo”.
  • vergonha não é uma reflexão verdadeira.
  • James Belasco em seu livro O voo do búfalo. “Na maioria das situações, eu sou mesmo o problema”, ele escreveu. “Minha mentalidade, minhas imagens, minhas expectativas formam o maior obstáculo ao meu sucesso.”
  • Autoestima e os seus seis pilares, Nathaniel Branden
  • Aumentar minha meta me leva a um nível mais alto de reflexão
  • Se você precisa de ideias motivacionais muito inovadoras, tente expandir suas metas. Vá aumentando até que a nova meta o assuste. Depois prossiga pensando como se fosse obrigatório você atingir esse objetivo altíssimo. Lembre-se de que este é apenas um jogo, não uma promessa para outras pessoas. Mas é um exercício divertido porque dá certo.
  • “Nós nos tornamos aquilo que admiramos”, disse Emmet Fox.
  • O melhor uso dos heróis não é se maravilhar com eles, mas sim aprender algo a partir deles,
  • “Não se trata do que a visão é”, disse Robert Fritz, “mas sim do que a visão faz.”
  • a vida melhora quando temos clareza sobre aquilo que pretendemos criar.
  • Muita gente passa grande parte do tempo tentando acabar com seus problemas. Essa cruzada sem fim para resolver as dificuldades é uma existência negativa e reativa. Isso nos minimiza e nos deixa ao fim da vida (ou ao final do dia) com, na melhor das hipóteses, o sentimento duplamente negativo de ter “menos problemas”.
  • The Path of Least Resistance (O caminho de menor resistência), Fritz
  • O primeiro passo no processo criativo é ter uma visão do que você pretende criar. Portanto, a forma de alterar seu modo de pensar é perceber quando você está resvalando para a questão “Do que preciso me livrar?” e mentalmente substituir esse pensamento por “A que eu quero dar vida?”.
  • Você está positivo ou negativo? Criando ou reagindo? Ligado ou desligado? E não há nada mais motivador para pôr o seu botão na posição “on” do que uma clara visão do que de fato pretende criar.
  • “O que você está lendo?”, alguém lhe pergunta. “Ah, é só algo que achei por aí”, você talvez responda. E pode parecer bem inofensivo ler uma coisa que achou ao acaso porque não havia mais nada à mão, mas vidas inteiras são moldadas dessa forma.
  • Napoleon Hill, Law of Success (Lei do sucesso)
  • capítulo 16 do livro O maior vendedor do mundo, de Og Mandino.
  • A Walk with Love and Death (Uma caminhada com o amor e a morte), Hans Koningsberger.
  • “Prece da Serenidade”: “Concedei-me, Senhor, a serenidade necessária para aceitar as coisas que não posso modificar, a coragem para modificar aquelas que eu posso e a sabedoria para distinguir umas das outras.”
  • A chave mestra das riquezas, de Napoleon Hill,
  • a coragem pode ser criada.
  • Procuro caminhar com o amor porque o amor e o medo são opostos – muitos acham que o ódio é o oposto do amor, mas não é.
  • Qualquer não pode ser convertido em um poderoso sim.
  • Perdemos muita energia preciosa tentando descobrir nossa identidade e por que somos como somos. Deixamos de perceber um fato fundamental da vida: ações não se importam com quem você é.
  • líder espiritual Poonjaji disse uma vez: “A felicidade é permanente. Está sempre presente. O que vem e vai é a infelicidade. Se você se identificar com o que vem e vai embora, será infeliz. Se se identificar com o que é permanente e está sempre presente, você será a própria felicidade.”
  • livro Reinventing Yourself (Reinventando a si mesmo)
  • Que tipo de relacionamento quero manter com essa pessoa? Que tipo de resposta seria mais adequada para criar essa relação?
  • Ezra Pound disse: “Deveríamos ler para obter energia. Uma pessoa lendo deveria ser uma pessoa intensamente viva. O livro deveria ser uma bola de luz na sua mão.”
  • O tao do Jeet Kune Do, de Bruce Lee.
  • O que gosto de fazer assim que eu ou um dos meus clientes tem um grande objetivo é apenas deixar que essa meta me ajude a traçar o plano para o que pretendo fazer hoje. Por exemplo, um atleta olímpico como o nadador Michael Phelps pode sonhar com seis medalhas de ouro, mas ele e seu técnico precisam reduzir e transpor isso para o dia que eles devem ter na piscina hoje. Que tipo de dia, ao ser repetido, levaria àquele objetivo final?
  • Um dia é o microcosmo da vida.
  • Hoje é quando tudo acontece.
  • Buckminster Fuller disse: “Você não pode mudar as coisas lutando ou resistindo contra elas. Pode mudar algo ao torná-lo obsoleto, por meio de métodos superiores.”
  • Colocamos barreiras falsas entre querer algo e fazê-lo, como se estivéssemos hipnotizados pelas circunstâncias.
  • Se você quisesse fazer um buraco no seu quintal e eu lhe levasse uma pá, não precisaria de mais nada, certo? Você não teria que confiar na pá ou acreditar na pá.
  • somente fogo acende o fogo.
  • é a ação que cria motivação.

Resumo de livro: O Negócio do Século XXI

Robert Kiyosaki, autor de “Pai Rico, Pai Pobre”, lançou em 2011 no Brasil um livro que fala do marketing de rede como o negócio século XXI. Você sabe o que é marketing de rede? Marketing de rede é um

[…] modelo de negócio em particular [que] cria renda passiva, mas requer relativamente pouco investimento em dinheiro para começar. As despesas são muito baixas e pode ser administrado em uma base flexível de meio período até que gere dinheiro suficiente para que o empresário faça a transição de seu trabalho em tempo integral atual.

Trecho extraído do livro, Cap. 6 – pos. 777

Se você tem dúvidas sobre este tipo de negócio, se já “ouviu falar” mas nunca buscou entender melhor, vale a leitura. Se você já é um profissional desta área, vale a leitura. Se você é do tipo preconceituoso que acha que sabe tudo e não quer nem ouvir falar neste assunto… bem… aí eu recomendo crescimento interior em primeiro lugar, acompanhado da leitura do livro, que vale até pra você. :) Continue lendo “Resumo de livro: O Negócio do Século XXI”

Técnicas de brainstorming

Brainstorming é um técnica comum, fácil de usar e efetiva. Mesmo assim, é importante seguir algumas orientações para ter um brainstorm melhor. Abaixo estão algumas dicas e também técnicas para quando parecer que há um “bloqueio” para novas ideias.

photo-1432927994002-af88b5da76a2
Brainstorm tem que ser assim.

Dicas para um bom brainstorm

Continue lendo “Técnicas de brainstorming”

Força, foco e fé: vença a si mesmo

Este texto estava escrito há muito tempo , dentro da minha cabeça, mas aflorou hoje quando li este artigo do Alberto Brandão no PapoDeHomem – já fica a dica do site excelente, caso não conheça o conteúdo do PdH.

Leia o texto, antes ou depois deste aqui, pois vale a pena. :)

photo-1448546120959-a4b0e3dd910d
Esse sou eu, um dia.

Força

Vencer não é fácil. Vencer a si mesmo, naquela competição que mais importa, então, não é fácil MESMO. Eu tenho uma experiência muito interessante em relação a isso e vou explicar como é. Continue lendo “Força, foco e fé: vença a si mesmo”

Utilizando Laravel no Ubuntu 14.04 – Parte 1

Hoje resolvi instalar o Laravel no Ubuntu. Sendo um usuário mediano de Linux (sei me movimentar mas não conheço a fundo), já imaginei que fosse ser uma aventura. Estou usando o Ubuntu 14.04.

O site oficialinicia a instalação a partir do composer, mas eu utilizei os passos que estão neste site porque eu não tinha o stack LAMP instalado ainda, então comecei do zero a partir deste site.

Os passos são os seguintes, já com algumas dicas do que não funcionou. Continue lendo “Utilizando Laravel no Ubuntu 14.04 – Parte 1”